Este será o ano em que as pessoas se acostumarão com computadores que podem ser vestidos ou dirigidos. Rumores e previsões de analistas falam em computadores de pulso da Apple e do Google e que modelos futuros de sistemas em carros interagirão com o Apple Siri e com o Google Maps.

Gene Munster, analista do banco de investimentos Piper Jaffray, diz acreditar que a Apple lançará computadores de pulso até 2014, mas lembra também que há anos prevê o lançamento de TVs da empresa (o que ainda não aconteceu). O consultor de dispositivos móveis Luke Wroblewski é outro que está interessado no debate. “A questão que mais chama a atenção é o que irá superar o smartphone. O que pode absorver o que ele já faz e ainda acrescentar algo?”, questiona.

Na previsão do consultor sobre o futuro dos aparelhos móveis, em seu blog, Wroblewski descreve as sete formas de mídia de massa e como os dispositivos móveis agregam as outras seis e mais. Ele diz acreditar que “computadores de pulso têm uma grande chance de absorver as capacidades do smartphone e superá-lo”.

Os principais problemas dos smartphones são o tempo da bateria, a conexão e o formato. O plano é começar com acessórios do corpo, como relógios, pulseiras, óculos etc. Anexar o device a outros dispositivos eletrônicos, como carros e geladeiras, é o próximo passo.

Wroblewski diz acreditar que é um grande compromisso colocar um computador em um óculos, pois é necessário acrescentar informações durante todo o dia. Por isso, ele questiona como as pessoas vão querer seus computadores. Os exemplos são pequenos entre os designers de tecnologia, mas é mais seguro dizer que o seu pulso será o primeiro alvo.

Fonte: Forbes Brasil

A nova questão da tecnologia é onde você usará o seu computador
Classifique este post