Marketing digital: o que você precisa saber para aplicar em seu negócio e otimizar seus resultados

marketing digital

Executar as estratégias de marketing digital é importantíssimo para conquistar novos clientes e oportunidades para expandir o seu negócio.

Acompanhe algumas das razões para começar a investir em marketing digital agora mesmo e os benefícios disponíveis para quem se relaciona com seu público pelos canais digitais.

Seus clientes estão na internet

Uma empresa “estar na internet” se tornou essencial para os mais diversos modelos de negócio. A mudança no comportamento do consumidor com o passar dos anos é uma das maiores provas disso.

Com os avanços tecnológicos, os consumidores têm mais informações antes de fazer a decisão de compra. Seja através de pesquisas de preço feitas por site de buscas especializado no varejo, ou por consultas a opiniões de outros consumidores em fóruns e redes sociais – buscando conhecer melhor as características dos produtos e serviços através dos depoimentos de especialistas e clientes.

Por outro lado, as empresas ganharam mais estratégias para alcançar um novo mercado potencial, podendo apresentar e oferecer seus produtos a pessoas de todo o mundo com muito mais facilidade.

Com as mídias digitais, por exemplo, negócios de nicho podem aumentar sua base de clientes. E isso depende, é claro, de executar uma boa estratégia de marketing digital.

O perfil do consumidor na internet

Uma pesquisa realizada pelo Google na América Latina traçou o perfil do consumidor na internet.

Segundo a pesquisa:

 

  • Compras online são mais praticadas nas classes A e B, por pessoas entre 14 e 34 anos de idade;
  • 62% dos consumidores buscam informações em redes sociais e sites de busca antes de comprarem algo;
  • 83% das pessoas confiam na opinião que outros consumidores apresentaram sobre os produtos.

 

No Brasil, por exemplo, redes sociais influenciam a decisão de compra de 77% dos consumidores, segundo pesquisa divulgada pelo Valor Econômico.

Tudo isso deixa claro as diversas necessidades que uma empresa tem diante das possibilidades do marketing digital:

 

  • Ter uma presença digital relevante por meio de páginas em redes sociais, blogs, sites, landing pages, hotsites, e-mails marketing etc.
  • Produzir conteúdos especializados e relevantes para seu público, promovendo a confiança dos consumidores em sua marca, produtos e serviços.
  • Oferecer atendimento ao consumidor no ambiente digital, conhecido como SAC 2.0. Um atendimento humano, cordial e dedicado à resolução de problemas.
  • Divulgar seus produtos e serviços utilizando anúncios segmentados para atingir seu público nos sites, redes sociais e pesquisas na internet.

A internet e mobile

Já estabelecemos a importância de ter sua marca presente no meio digital, estando online nos diversos canais disponíveis.  Porém você também tem que se preocupar com a forma como seu público recebe todo o conteúdo e ofertas que seu negócio tem a oferecer.

Segundo uma pesquisa realizada pela Nielsen e IBGE, no Brasil, já são mais de 70 milhões de brasileiros utilizando smartphones para navegar.

Isso quer dizer que, além de ter uma presença online, você precisa levar em consideração o formato de seus conteúdos e ofertas.

Seu conteúdo deverá ser pensado para ambientes mobile. E isso não é mais uma opção, é uma obrigação.

Nesse caso, você tem duas possibilidades.

  • Site responsivo: que se adapta a qualquer tamanho de tela.
  • Site mobile: segundo site exclusivo para smartphones.

Qual a melhor opção? Não há uma resposta definitiva. Isso depende do seu negócio e do seu público. Mas, em geral, o responsivo é a resposta que mais faz sentido para as empresas.

Bem, diante desse cenário, posso dizer a você que existem algumas práticas e estratégias que o marketing digital oferece e são recomendáveis. Logo abaixo, eu vou mostrar algumas para você.

Você pode fazer testes A/B para otimizar suas conversões mesmo com as campanhas em andamento

Uma das maiores características do marketing digital é a possibilidade de acompanhar seus resultados enquanto realiza suas campanhas, fazendo ajustes e potencializando seus resultados. Através de testes A/B, por exemplo, você pode entender o que funciona melhor para cada campanha por meio de comparação dos números.

Analisando os resultados do seu teste A/B, você consegue determinar qual das versões testadas está funcionando melhor para seu público e atingindo os melhores resultados. E tudo isso baseado em números, sem achismos.

Com esse conhecimento você não só potencializa o resultado de uma campanha de mídia, de um e-mail marketing, de uma landing page ou de um site, como também adquire mais conhecimento para aplicar nas próximas campanhas.

O que considerar quando for fazer um teste A/B?

A resposta é simples: você pode testar tudo! Não há limites.  Por isso, na hora de testar, leve em consideração o posicionamento de elementos na página e no texto, quantidade e dificuldade para se preencher campos de formulários, calls-to-action (CTA), imagens, formatos e até cores dos botões, títulos etc.

Os detalhes que você acha que menos importam, podem ser os que fazem toda a diferença na hora de aumentar sua taxa de cliques e gerar mais leads.

Algumas variáveis podem fazer mais diferença para seu negócio do que outras e seus testes vão revelar isso.

Na internet não há verdades absolutas.

Abaixo, vamos falar de alguns elementos e como os testes A/B podem ser feitos.

Testes A/B em landing pages

Procure testar tipos de ofertas, formatos e assuntos diferentes e veja quais estão convertendo mais visitantes em leads.

Dica: verifique sempre qual a origem dos leads que se tornaram clientes.

Faça testes também com os campos de formulários. Talvez uma pergunta do seu formulário esteja afastando leads interessantes, por exemplo. Teste também layouts e imagens diferentes e acompanhe os resultados.

Testes A/B em e-mails

A hora em que foi enviado e o título do e-mail são fatores que influenciam diretamente na taxa de abertura.

Com uma boa taxa de abertura, você pode trabalhar melhor o conteúdo do seu e-mail e fazer testes com o CTA ou o tom utilizado no texto. Por exemplo, qual CTA funciona melhor para o seu negócio: texto, banner ou botão?

Tudo isso pode influenciar nos resultados de sua campanha de e-mails. Se você quer fazer uma campanha de sucesso, clique aqui e descubra como fazer testes A/B para e-mail marketing.

Testes A/B em calls-to-action (CTAs)

Os CTAs estão presentes nas mais variadas mídias do marketing digital: blogs, sites, anúncios, e-mail etc.

E, falando especificamente de CTA, você vai perceber o quanto pequenos detalhes fazem a diferença.

Colocar seu call-to-action, no início ou no final de seu conteúdo – ou nos dois – colocá-lo à esquerda ou à direita, acima ou abaixo; com cores X, Y ou Z; com uma frase ou apenas uma palavra; com animação ou sem animação.

Ferramentas para realizar testes A/B

Existem algumas ferramentas e plugins que ajudam você a realizar testes A/B. Em landing pages, o Google Analytics, por exemplo, é uma opção gratuita. Nativamente, o Google Adwords também permite fazer experiências em campanhas.

O RD Station e o Optimizely  são algumas opções pagas na hora de realizar testes com suas landing pages (e também e-mails, no caso do RD Station).

O que você precisa fazer antes de realizar seus testes

É importante definir sua metodologia antes de começar seus testes para que você possa chegar a um diagnóstico para sua campanha.

Seu teste tem que ter uma audiência relevante para ser validado. Tenha uma hipótese específica e uma métrica definida. Ou seja, você quer saber, por exemplo, se mudando a cor de um botão é possível aumentar a conversão, então sua métrica será a taxa de conversão.

Não se esqueça: um teste A/B deve analisar somente uma variável.

Analisando os resultados

Não apresse seu diagnóstico. Tenha números contundentes para sua análise, veja como a quantidade de leads e vendas foi impactada por suas mudanças e aja de forma consciente.

Pode ser que você tenha resultados conclusivos em algumas horas, dias ou apenas ao final do mês. Tudo depende do tipo de teste e amostragem utilizada. Dê o tempo necessário, gerencie seus testes com cuidado e você terá informações preciosas para guiar suas campanhas digitais.

Para saber se o resultado teve significância, você pode usar essa calculadora gratuita do Get Data Driven: http://getdatadriven.com/ab-significance-test.

Marketing Digital: KPIs importantes para o seu negócio

O marketing digital permite mensurar os resultados de suas ações quase que instantaneamente. Porém, isso não quer dizer que você não deva fazer relatórios mensais com dados detalhados que demonstram os resultados das estratégias e permitem que você faça uma análise mais macro dos indicadores-chave – ou KPIs. Abaixo, listamos alguns KPIs importantes para você monitorar me seu negócio.

Custo por Lead (CPL)

Dividindo o valor investido no marketing digital pela quantidade de leads gerados, você determina o valor unitário de cada lead, quanto cada cliente em potencial está custando à empresa.

Desenvolvido com o foco em geração de leads, o Inbound Marketing é uma estratégia recomendada para empresas que desejam conquistar leads e qualificá-los.

Quer entender melhor o Inbound Marketing? Baixe aqui nosso guia para iniciantes.

Custo por Aquisição de Cliente (CAC)

Já para saber quanto cada cliente custou para sua empresa, é preciso dividir o valor investido em marketing digital e vendas pelo número de clientes fechados. Essa é uma ótima métrica que aponta a sustentabilidade do seu negócio. Você pode entender melhor como calcular e analisar seu custo de aquisição de cliente clicando aqui.

Retorno sobre investimento (ROI)

O CPL e o CAC fornecem números para atestar a eficiência e sustentabilidade econômica de suas estratégias. Enquanto o ROI é importante para determinar o custo-benefício da relação do seus investimentos.

O ROI é obtido ao somar o valor das vendas que resultaram das ações de marketing digital e subtrair todos custos envolvidos com marketing digital. Após subtrair, você divide o valor obtido pelos investimentos. Este resultado deve ser multiplicado por 100 para que você visualize seu ROI em porcentagem.

Ter um ROI de 500% significa que o retorno foi de cinco vezes o valor investido, ou seja, para cada R$ 1 investido o retorno foi de R$ 5.

Retorno sobre investimento publicitário (ROAS)

O ROAS é um indicador para analisar campanhas de mídia específicas. Com ele você consegue determinar a rentabilidade dos investimentos em mídia online. O cálculo é parecido com o do ROI, mas em investimentos só leva em conta o valor da mídia.

Marketing de conteúdo: um canal de vendas e relacionamento

No início desse texto, ficou claro para você que as relações de consumo mudaram com a internet. Por isso, marketing de conteúdo se tornou uma estratégia essencial para o seu negócio.

Como começar a produzir

Criar um blog para apresentar conteúdos de relevância para seus clientes e clientes em potencial é um bom começo. Desenvolva artigos que tem relação direta ou indireta com seu produto ou serviço e se torne uma referência para seus leitores. Dessa forma, você vai gerar valor para sua marca.

Aproveite as redes sociais para divulgar o seu conteúdo.

Lembre-se, marketing de conteúdo não é só texto. Existem outros formatos que você pode trabalhar como vídeos, infográficos, podcasts, entre outros. Porém, sempre com o objetivo de levar ao público informações relevantes.

Talvez sua empresa já trabalhe com conteúdos, porém deve haver uma estratégia por trás. Para saber se você está no caminho certo, clique aqui e veja os 4 sinais de que sua empresa não tem uma estratégia de conteúdo. 

Ao realizar o marketing de conteúdo, você coloca seu negócio no mapa, criando credibilidade e atraindo clientes novos a todo o momento de forma fluida e não invasiva.

Inbound Marketing

Você pode dar um passo à frente em sua estratégia de conteúdo e estreitar seu relacionamento com seus futuros clientes. Através do Inbound Marketing, você pode qualificar os leads, e, consequentemente, melhorar a performance do seu departamento comercial e criar clientes fiéis e defensores do seu negócio.

Para que ele entre em seu fluxo de nutrição, você precisa produzir materiais que serão os gatilhos. Esses materiais podem ser, por exemplo, ebooks, webinares e infográficos.

A partir daí, você irá construir um relacionamento através de e-mails, oferecendo conteúdos relevantes que irá conduzi-lo através do seu funil de vendas. Os temas abordados devem sempre estar relacionados ao gatilho.

Lembre-se: sempre ofereça um conteúdo relevante ao lead. Pode ser um artigo, vídeo, planilha ou infográfico.

Todos estes conteúdos são oferecidos em troca apenas de informações. Para ter acesso aos materiais que você oferece nas landing pages, é necessário que seus visitantes preencham questionários, deixando e-mail e nome completo ou mais informações como idade, cargo, empresa em que trabalham, entre outras.

Com os questionários respondidos, é possível analisar o perfil das pessoas que seu negócio está atingindo e enviar novos conteúdos ou até ofertas.

Você quer saber se o Inbound Marketind funciona para a sua empresa? Esse post pode ser importante para tirar suas dúvidas.

Qualificação de leads

Utilizando ferramentas de automação, você consegue criar fluxos de nutrição para qualificar seus leads. Isso quer dizer que é possível criar e-mails diferentes para atender aos interesses variados que seus leads possuem.

Alguns de seus leads estarão prontos para fechar negócio, mas haverão aqueles que estão indecisos, aqueles que não entendem ainda qual a solução que você tem a oferecer e também aqueles que querem saber mais, mas não estão interessados em consumir seus produtos e serviços no momento.

Para cada um deles, você deve criar uma etapa do fluxo de nutrição, ou seja, programar sua ferramenta de automação para enviar e-mails com conteúdos que se relacionam com o estágio em que seu lead se encontra e levá-lo para o próximo passo no funil de vendas.

Impulsionando suas estratégias de marketing digital

Fazer com que os conteúdos e páginas cheguem ao seu público é essencial para que suas estratégias de marketing digital funcionem. E para isso você precisa investir em mídia.

Anunciar na internet apresenta uma ótima vantagem para quem tem seu público bem definido. É imprescindível Saber exatamente quem são seus clientes em potencial para fazer anúncios eficientes e mais baratos.

Os serviços de publicidade online lhe dão a oportunidade de escolher o público que você deseja atingir de acordo com o comportamento das pessoas na internet.

O que elas pesquisam, quais os produtos que elas demonstram interesse, os segmentos dos sites que elas visitam, idade, gênero, local e até renda, tudo isso pode ser filtrado pelos serviços de publicidade online.

A possibilidade de segmentação proporciona um alcance certeiro do público-alvo.

Veja aqui 4 mitos sobre anúncios online. 

Você pode criar anúncios em redes sociais, como o Facebook, em aplicativos, sites específicos ou mesmo em serviços de publicidade, como o Google Adwords – que exibem seus anúncios em pesquisas e em rede de sites parceiros.

Não se esqueça do SEO

SEO é a otimização que é feita em seu site ou blog para que ele possa aparecer em ferramentas de busca como o Google e o Bing de forma orgânica. Ele é essencial para o seu negócio e ajuda a otimizar os resultados de marketing de conteúdo e inbound marketing, por exemplo.

Não importa se você já faz mídia paga, o SEO é importante para otimizar os resultados dos seus conteúdos. Inclusive, ter uma estratégia definida de quais termos fazem sentido para o seu negócio é importante para nortear os conteúdos que serão feitos.

Se você produz conteúdos e, mesmo assim, seu site ainda não tem uma boa performance no tráfego orgânico,  veja aqui 5 dicas rápidas que vão otimizar sua estratégia de SEO.

Não perca nenhuma oportunidade de atrair clientes e aumentar suas vendas. Procure profissionais especialistas em marketing digital, planeje e execute as estratégias que você conheceu neste artigo e analise constantemente os resultados.

Tem dúvidas sobre como começar? Clique aqui e fale com a gente ou deixe seu comentário, estamos prontos para te auxiliar.

Marketing digital: o que você precisa saber para aplicar em seu negócio e otimizar seus resultados
5 (100%) 1 vote

Comentários

Autor

Pedro Henrique Malta

Jornalista formado pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), colaborou com alguns dos principais jornais de Goiás e atuou como assessor de comunicação. Apaixonado pela indústria cultural, está sempre disposto a conhecer novas produções e utiliza as mídias sociais para a troca de informações e experiências.