Tecnologia WiGig abre espaço para redes sem fios mais rápidas

 Imagine uma tecnologia que elimina o emaranhado de fios na parte de trás de seu PC. A WiGig, uma tecnologia de rede muito rápida e de curto alcance que opera na banda de 60 GHz, tem potencial para isso e avançou mais um passo rumo à realidade depois de receber a aprovação de um grupo chave.

Ao ganhar o OK do IEEE Standards Association, a WiGig (802.11ad), que está na espera desde 2009, está chegando mais perto do que nunca da realidade e pode começar a aparecer em roteadores no segundo ou terceiro trimestre deste ano.

A WiGig é capaz de transferir dados a uma taxa de 7 Gbps (Gigabits por seg). Em contraste, os roteadores atuais usando a tecnologia 802.11g transferem dados a 50 Mbps (megabits por seg) e 802.11 em 100 Mbps. O uso da banda de 60 GHz encurta o alcance da WiGig a 40 metros ou mais, mas também faz seu sinal mais robusto, o que o torna uma boa opção para ambientes densos, como escritórios e hospitais.

Melhorias na reutilização do espectro e ” formação de feixe” para o WiGig, de acordo com a IEEE, agora tornam possível para os usuários em ambientes como esses manter um desempenho de alta velocidade sem interferir um com o outro ou de ter de compartilhar a largura de banda, como acontece agora em redes utilizando a tecnologia Wi-Fi.

As velocidades de transmissão da WiGig devem abrir a porta para todos os tipos de aplicativos de redes domésticas também. “Ao migrar para a próxima banda ISM (60 GHz), nós abrimos espaço em um novo espectro para a IEEE 802.11, permitimos um salto no desempenho e possibilitamos modos de usos que nunca foram possíveis com a existente IEEE 802.,11 – ou seja para streaming de vídeo”, disse Bruce Kraemer, presidente do IEEE 802,11 Wireless LAN Working Group, em comunicado.

Na última versão da norma WiGig aprovada pelo IEEE, um novo recurso “Fast Session Transfer” foi adicionado à tecnologia. Ele permite a comutação contínua e rápida entre a WiGig e tecnologias legadas trabalhando nas faixas de 2.4 GHz e 5 GHz.

A capacidade para se mover imperceptivelmente entre as bandas garante que os dispositivos de computação estejam sempre “otimamente conectados”, o que lhes permite funcionar com o melhor desempenho e os melhores critérios de alcance, de acordo com o IEEE.

Fonte: PCWorld

Tecnologia WiGig abre espaço para redes sem fios mais rápidas
Classifique este post

Comentários

Autor

[email protected]